Roda de Tambor

 

O som do tambor é o como o som do coração. A batida está dentro de nós, no nosso coração, e trazer esta batida para fora no tambor é exteriorizar nossa emoção, cantar esse momento sagrado, tocar o sopro da alma, vibrando para fora do corpo, é a expressão da alquimia da vida.

 

Uma roda onde as pessoas são convidadas a tocar diversos instrumentos percussivos (tambor, djmebe, pandeiro, tamborim, ganzas, maracas, agogôs, etc) e sentir a força da musica, a fluidez do ritmo e a alegria do grupo.

 

A roda de tambores segue os preceitos do movimento da Mu?sica Recreativa que preconiza: inspirar uma vida com sucesso, apoio e expressa?o pessoal, permitir às pessoas tocarem, auto-expressa?o, criac?a?o e orientac?a?o intuitiva por parte dos facilitadores, compartilhar, unificar, instaurando um ambiente para a materializac?a?o e realizac?a?o das demandas individuais e coletivas.

É uma ferramenta inovadora com conceitos musicoterápicos que tem como função desenvolver e criar canais de comunicação entre as pessoas. Uma das mais antigas formas de integrac?a?o e criac?a?o comunitária e? atrave?s do ato de se tocar em roda e em grupo instrumentos percussivos.


Recriar este ambiente proporciona aos participantes uma grande sensac?a?o de integrac?a?o, pertencimento, alegria, diversa?o, entretenimento, paz e harmonia. Trata-se de uma ferramenta que abrange atividades musicais acessi?veis e efetivas, colocando as pessoas em sintonia sem distinc?a?o de habilidades musicais pre? estabelecidas, sexo, etnia ou status social.

Não é necessário experiência, nem possuir instrumento!