Yoga para o Parto

O Yoga para o parto oferece práticas desenvolvidas com o olhar para o parto. A mulher é convidada a ampliar a conexão com seu bebê e com seu corpo, aprendendo a linguagem única de si mesma em movimento de abertura, tendo o pai do bebê como participante ativo.

A prática é dividida entre os 3 trimestres, direcionando o trabalho para cada fase vivida pela mãe, pelo bebê e pelo corpo que os une.

Todo o trabalho é supervisionado por uma parteira.

yoga085

O Yoga na gestação trará força serena e um equilíbrio interior que possibilitam a superação dos desafios, auxiliando não apenas na preparação física da mãe, mas ajudando no equilíbrio emocional e integração do corpo e mente da mãe e bebê.

Benefícios: diminuir os desconfortos gravídicos, auxilia na adaptação ao novo eixo de gravidade, melhora da respiração, alivia prisão de ventre e gases, ajuda no equilíbrio hormonal, melhora circulação sanguínea e linfática, ajuda na preparação para o parto, diminuição da ansiedade, desenvolvimento da consciência corporal, fortalecimento do vínculo mãe e bebê.
A conclusão deste trabalho se dá com 4 aulas de casal, nelas o pai do bebê poderá vivenciar de uma maneira diferente a gestação de seu filho desenvolvendo uma conexão especial com ele, o casal exercita sua afinidade  e comunicação não verbal, harmonizando esta nova frequência que se forma nesta  família que se expande , além de fornecer recursos que podem ser utilizados durante o trabalho de parto.

Professora

Roberta Leles

Tive o primeiro contato com Yoga em 2000, numa aula de dança, me senti tão tocada pela  profundidade da prática que fui estudar. Nesse caminho, percorri algumas linhas, me formei com Marcos Rojo na FMU em 2003 e em 2008 com a Susan Adrews, no Instituto Visão Futuro.

Desde de 2007, eu venho desenvolvendo um trabalho com gestantes, quando engravidei da minha segunda filha que nasceu em casa. Em 2013, fiz a Formação de Yoga para o Parto com a Jéssica Nunes, o que foi fundamental para o entendimento da importância da Yoga no despertar da força interna da mulher durante a gestação.

Sou eutonista em formação pelo Instituto Gerda Alexander, o que tem contribuído bastante para ampliar o meu olhar sobre a gestação e o parto, “a eutonia contribui de modo muito especial para que as qualidades que permitem o funcionamento harmônico do corpo aconteçam, através da intermediação dos hormônios, tanto no acompanhamento da gestação como do vínculo afetivo mãe-bebê, tão importante para o processo de amamentação e os futuros cuidados com o bebê.¨ – Gabriela Bal

Orientação e acompanhamento com a parteira Jéssica Nunes